Mansão de Clodovil em Ubatuba pode ser demolida; entenda o motivo – Blog da Costura

[ad_1]

Se você quer Ganhar Dinheiro com Costura, clique aqui e veja a história da Solange Pereira!

A mansão construída pelo estilista Clodovil Hernandes em Ubatuba, no litoral norte de São Paulo, pode ser demolida. Isso porque a promotoria de Ubatuba entrou com ação pedindo a demolição da construção por estar localizada em área de proteção ambiental. A casa foi construída entre a Praia do Meio e a Praia do Léo, tem 20 cômodos em uma área de 4,3 mil m², mas está em mau estado de conservação devido ao abandono.

O imóvel foi leiloado para pagar dívidas deixadas pelo estilista e político, que faleceu em 2009. Apesar de ter sido arrematada em 2018, a mansão ainda está no centro de uma disputa judicial. A arrematante pediu a anulação do pregão alegando que o edital não indicava que o imóvel estava em área de preservação ambiental, o que impediria sua plena utilização.

A Justiça determinou que o valor da arrematação fosse depositado em conta judicial, negando a devolução e ordenando a transferência da mansão à compradora. No entanto, o Ministério Público entrou com um pedido de demolição da construção devido a sua localização em área de proteção ambiental. O pedido já foi contestado e aguarda decisão da Justiça.

A mansão, apesar do abandono, ainda atrai a curiosidade das pessoas. Com vista para o mar, foi construída em meio à vegetação da Mata Atlântica, com uma piscina abastecida por uma mina e uma capelinha em homenagem à mãe de Clodovil. Parte da estrutura já foi demolida em 2016 por invadir uma área de preservação permanente, e agora a promotoria busca a demolição total da construção e a recuperação da área.

Clodovil, que também foi apresentador de TV, nasceu em Elisiário, interior de São Paulo, e fez sucesso na alta costura na capital paulista. Ele foi eleito deputado federal em 2006 e faleceu em 2009 aos 71 anos. A reportagem tentou contato com o MPSP para mais detalhes sobre o pedido de demolição, e aguarda retorno.

[ad_2]

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *