Festival Literário do Museu Judaico reúne autores internacionais em São Paulo – Blog da Costura

[ad_1]

Se você quer Ganhar Dinheiro com Costura, clique aqui e veja a história da Solange Pereira!

O Festival Literário do Museu Judaico de São Paulo, conhecido como FliMUJ, terá sua segunda edição realizada de 30 de novembro a 3 de dezembro. O evento reunirá um total de trinta autores nacionais e internacionais para discutir temas como a importância da memória, o direito ao esquecimento, o antissemitismo, antirracismo e identidade.

O festival contará com a participação de autores estrangeiros renomados como o escritor e humorista inglês David Baddiel, o intelectual afro-judeu estadunidense Lewis Gordon, a escritora russa naturalizada alemã Lena Gorelik, a autora francesa Colombe Schneck e o escritor israelense Iddo Gefen. Além disso, diversos escritores, pesquisadores e artistas brasileiros também participarão do evento, incluindo Bianca Santana, Betina Anton, Bernardo Kucinski, Christian Dunker, Cida Bento, Cintia Moscovich, Clarice Niskier, Flavia Castro, Jacques Fux, Márcia Mura, Marcos Guterman, Michel Gherman, Michel Laub, e Prisca Agustoni.

As discussões do evento serão divididas em doze mesas, com temas variados em cada um dos dias. A curadoria do festival é feita pelo cientista social Daniel Douek e pela crítica literária Rita Palmeira. Os ingressos para o festival são gratuitos e podem ser obtidos no site da instituição.

O evento contará com a presença de personalidades importantes do universo literário e promete proporcionar discussões enriquecedoras para o público. O museu também oferecerá visitas mediadas à exposição “Rebeca: a costura no avesso” durante o evento. O endereço do Museu Judaico de São Paulo é Rua Martinho Prado, 128, Bela Vista.

O festival é uma excelente oportunidade para os amantes da literatura terem contato com autores renomados e participarem de discussões pertinentes sobre temas relevantes para a sociedade atual. O evento promete promover reflexões profundas e enriquecedoras sobre questões de memória, identidade e diversidade.

Ao compartilhar informações sobre o evento, mais pessoas podem se beneficiar do acesso a conteúdos culturais de qualidade. Por meio do festival, o Museu Judaico de São Paulo busca promover a literatura e o debate intelectual, oferecendo uma programação diversificada e enriquecedora para o público.

[ad_2]

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *