Com apoio da Secult,  projeto Comunidades Criativas realiza atividades com 15 artesãs das comunidades da Graviola e do Poço da Draga – Blog da Costura

[ad_1]

Se você quer Ganhar Dinheiro com Costura, clique aqui e veja a história da Solange Pereira!

O projeto Comunidades Criativas, em parceria com a Secretaria da Cultura do Estado do Ceará (Secult-CE), está realizando atividades com 15 artesãs das comunidades da Graviola e do Poço da Draga, localizadas na Praia de Iracema, em Fortaleza. O objetivo do projeto é estimular o empreendedorismo feminino, unindo arte e sustentabilidade. As atividades estão ocorrendo duas vezes por semana, até dezembro de 2023, no Porto Dragão.

Neste projeto, mulheres entre 30 e 82 anos estão aprendendo técnicas de costura, bordado e tecelagem para criar peças exclusivas a partir do reuso de resíduos têxteis, como retalhos e fardamentos usados. As aulas acontecem sempre nas tardes de terças e quintas-feiras, e o curso oferecerá um total de 120 horas/aula ao longo de três meses.

As atividades são ministradas por três professoras da área do design e da moda, além de uma mestra artesã. O projeto tem como base sete Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da ONU, e visa estimular a transformação da realidade das mulheres das comunidades, que buscam na economia criativa um caminho para se reinventar profissionalmente e garantir uma renda extra.

O projeto já está em sua terceira edição e tem como apoio institucional a Secretaria da Cultura do Estado do Ceará (Secult-CE), a ONG Velaumar e o Hub Cultural Porto Dragão, além dos agradecimentos à Enel Ceará. O Comunidades Criativas já formou duas turmas e alcançou 35 mulheres das comunidades do bairro Praia de Iracema.

A iniciativa visa criar oportunidades de trabalho e renda para as mulheres das comunidades, incentivando práticas sustentáveis e fortalecendo a economia circular atrelada à indústria da moda. Além disso, o projeto busca inserir essas mulheres em atividades criativas dentro de um equipamento cultural, uma vez que o público dessa faixa etária historicamente fica à margem das programações culturais.

O Comunidades Criativas é mais do que um projeto de artesanato: é uma iniciativa que promove a transformação da realidade das participantes, fortalecendo não apenas a economia local, mas também a autoestima e as habilidades dessas mulheres. Ele é um exemplo de como a arte, a cultura e a sustentabilidade podem ser aliadas na promoção do desenvolvimento pessoal e comunitário.

[ad_2]

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *